Alguém falou em prendas para a mãe?

Alguém falou em prendas para a mãe?

Longe vai o tempo em que davas um desenho horroroso à tua mãe e ela enchia os olhos de lágrimas e dizia “oh filhote/a, está lindo!”

Mas a questão que eu ponho é: será que esse tempo vai assim tão longe? Será que isso não a iria deixar emocionada mesmo quando já tens 20 e poucos anos?

O que esperar deste artigo:

  • Ideias originais, especiais e em conta para surpreenderes a tua mãe;

Junta-te a esta comunidade!

Follows

A verdade é que nós, como jovens com muito para aprender, temos tendência a deixar escapar algumas coisas que, de todo, não devíamos deixar passar. A atenção que damos à família é uma dessas coisas. Muitos são aqueles que já têm a prenda pensada ou até comprada para o namorado ou namorada desde outubro, ou já andam a preparar o presente perfeito para a melhor amiga há semanas. E não há nada de errado com isso. Mas há um grupo de pessoas em particular do qual não nos podemos esquecer, e não deve deixar de estar no topo das nossas prioridades: a família!

E é sobre um elemento deste conjunto de pessoas (aka as pessoas que vão estar lá para ti no matter what) de quem vou falar hoje: a mãe. É verdade, a mãe, umas vezes perfeita, outras vezes ruim (mentira, a minha é sempre tão adorável).

As mães, por norma, não são pessoas materialistas. Elas esforçam-se para nos fazer perceber o que é a vida, e que o valor das coisas não está no dinheiro. Claro está que, num dia ou outro, gostam de se presentear com um vestido bonito ou com umas botas lindas que “fazem mesmo o estilo” delas.  Este post pretende ajudar-te com algumas dicas de lembranças que, além de especiais, não saem muito do budget mensal. São ideias que podem inspirar-te a surpreender a tua mãe este natal, ou no seu aniversário, ou no dia da mãe, ou, melhor, num dia qualquer. Vamos a isso?


Bilhete para espetáculo

Bilhete para espetáculo

Passar tempo com a nossa mãe é sempre especial. Eu valorizo cada segundo com ela, e se pudesse arranjar uma lâmpada mágica, um dos três desejos que pediria ao génio seria, sem dúvida, que ela fosse eterna. Por isso, e juntando o útil ao agradável, uma das ideias que te trazemos hoje é ires com ela a um teatro, a um concerto de um artista de que ela goste, a um bailado, o que seja. Pega nela e faz esse miminho. Passas tempo com ela, criar memórias e vivencias um momento diferente. Por outras palavras, convida a tua mãe para um date.

Quem diz espetáculos, diz qualquer outra coisa que seja do vosso agrado e que vos proporcione momentos memoráveis.


Flores

Flores

Flores. Um presente que pode ser banal, mas só se tu deixares. Um ramo de flores personalizado, nada tem de comum. Algumas sugestões:

– Cada flor do ramo deve conter um papelinho. Cada papel contém uma memória da qual nunca te esquecerás, criada com a tua mãe. Aquele dia em que tratou da tua ferida no joelho, aquele dia em que choraram a ver o Hatchiko, aquele dia em que fizeram o melhor piquenique de sempre.

– Cada flor do ramo corresponde a uma característica da tua mãe, que, no conjunto, a tornam a mãe mais f*cking awesome de sempre!

– Cada flor corresponde a um sentimento que nutres pela tua mãe. Admiração, amor, amizade, respeito, orgulho, seriam alguns dos quais, de certo, fariam parte do ramo para a minha mãe.

Com uma flor de cada cor e formato, de certeza que vai ser um ramo original.


Arte “horrorosa”

Arte “horrorosa”

É verdade. Pegando no início deste post… Talvez um desenho com um circulo e quatro traços a ele associados que, na nossa mente, ilustrava na perfeição uma pessoa, agora não seja o presente ideal. Mas e se aplicares a tua arte, seja ela qual for, em alguma coisa? Talvez possa funcionar. Experimenta personalizar uma camisola, uma almofada, uma caneca. Desenha, usa materiais, dá asas à tua imaginação e cria alguma coisa que, mesmo que não seja bonita o suficiente para usar na rua, faça que a tua mãe abra o armário e sorria. E, se tiveres sorte e algum jeito, até a possa usar (nem que seja em casa, heheh).


Álbum de fotos

Álbum de fotos

Se a tua mãe for como a minha, apesar de ter alguns álbuns de fotos, tem sempre fotos da adolescência e de quando eu e os meus irmãos eramos bebés, todas ao monte numa caixa algures. Aliás, se a tua mãe for mesmo como a minha, ainda tem fotos por revelar e vídeos em cassetes que já não há nada que reproduza aquele artefacto histórico. Por isso, uma prenda que iria alegrar o dia à tua mãe poderá ser mesmo isso. Organiza as fotos dela, por datas (se não souberes onde e quando foram tiradas, pergunta discretamente) e cria um álbum. Se quiseres arrasar mesmo, revela algumas das fotos que estão naquelas fitas ainda por ver, porque são memórias que, de certo, ela adorará rever. Se quiseres elevar ainda mais o nível da parada, vai com as cassetes a uma loja e troca para dvd, e, em modo surpresa, senta a tua mãe no sofá e presenteia-a com um serão de vídeos caseiros dos tempos em que só sabias chorar. Leva lenços, que é capaz de gerar choradeira.


ClippIt

ClippIt

Fácil, rápido, original e, acima de tudo, especial. Posso parecer suspeita, mas o ClippIt é uma prenda do caraças! Eu e os meus irmãos juntámo-nos no natal passado e oferecemos um a cada pessoa da nossa família. Também ofereci ao meu namorado. Ainda hoje eles guardam os papelinhos e o frasco. Alguns têm-no como decoração, porque, vamos admitir: é mesmo fofo!

Por isso, a minha última sugestão para ti é o ClippIt. Se não tens jeito, ou não tens tempo, ou reconheces apenas que este frasquinho pode ser a lembrança ideal para ofereceres a tua mãe, carrega aqui.

Clippit

Tem um gesto especial e memorável dando corpo aos teus sentimentos!


Conclusão

Conclusão

Espero que este artigo te tenha dado a imaginação necessária para fazeres a tua mãe feliz! Aproveito este momento para te relembrar que o amor deve ser demonstrado sempre, em cada momento, em cada telefonema, em cada refeição, em cada abraço ou falta dele. Mostra gratidão a todos os que fazem a tua vida melhor. Isso inclui a tua mãe e, claro, a tua família.

Obrigada por estarem desse lado!

Stay Clipped

Gostas quando partilham os teus posts?

Que coincidência, nós também! Partilha! 🙂

5 ideias para passares bons momentos com amigos

5 ideias para passares bons momentos com amigos

Hellooooo, amigos! Quem escreve hoje sou eu, a Elsa.

Sabemos que as segundas feiras são difíceis (na realidade, são iguais aos outros dias, nós é que não estamos psicologicamente preparados para enfrentar mais uma semana de rotina e cansaço). Mas as segundas feiras não devem representar isso. Devem, sim, representar o primeiro dia de uma semana que tem potencial para ser espetacular. Só assim é que isto vale a pena.

O que esperar deste artigo:

  •  Entender a importância de passar tempo com as pessoas de quem gostamos;
  •  Conhecer ideias divertidas, económicas e simples de passar tempo com amigos;

Junta-te a esta comunidade!

Follows

E como tornar um dia melhor se não passando-o com as pessoas de quem gostamos? Podes não ter muitos amigos, mas aposto que os que tens são um espetáculo. E sim, eu sei que, às vezes, estamos tão cansados que nem vontade temos para combinar alguma coisa. Ou temos tanto para fazer que não encontramos espaço nem tempo para estar com eles. Mas não deixes que isso aconteça: pega nos teus amigos e faz qualquer coisa fixe! É bom para ti e é bom para eles. E, só por isso, já vale apena.

Assim, hoje trazemos-te 5 ideias para passares momentos especiais com os teus melhores amigos. Como sabemos que nem todos somos um tio patinhas a mergulhar em dinheiro, apresentamos-te opções que não te obrigam a partir o teu porquinho mealheiro.

Escape Room

Escape Room

Sabes o que são os Escape Room? Os Escape Room consistem num jogo repleto de enigma e mistério. Os jogadores estão numa ou em várias salas, e têm um objetivo simples: escapar. Conseguir escapar é que não é assim tão simples. Cada sala ou casa tem uma história: podem ser de terror, de mistério, de investigação.

Há para todos os gostos: fugir de uma casa assombrada, sobreviver ao terramoto de 1755, desvendar enigmas sobre espiões, assassinatos, contrabando, e por aí fora. Esta moda chegou a Portugal há já alguns anos, e nos últimos meses tem ganho ainda mais popularidade. E qual é a melhor parte? Além de te sentires um verdadeiro Sherlock Holmes, à procura de pistas para conseguires escapar, tudo isto é feito em grupo. Sim, podes levar os teus bff’s e, em equipa, ganharem o jogo.

Há vários Escape Room pelo país, com maior incidência em Lisboa e no Porto. Mas procura perto de ti, talvez tenhas sorte. Deixamos-te alguns exemplos:

Puzzle Room (Lisboa)

Lisbon Escape Game

u

Escape Tower (Óbidos)

p

Porto Exit Game

Voluntariado

Voluntariado

Esta é uma das minhas opções favoritas! Fazes bem a ti, aos teus amigos, e ao mundo. Voluntariado, pelo menos para mim, é uma das coisas que gosto mais de fazer. Costumo dizer que é mais enriquecedor para mim do que para as pessoas que tento ajudar.

Fazer este trajeto com amigos só o torna mais espetacular. E se pensas que não és útil, ou não consegues fazer a diferença, deixa-me dizer-te: yes, we can (desculpem, adoro o Barack Obama).

Por isso, pensa numa causa que te desperte particular interesse ou compaixão, e arranja uma forma de ajudar. É muito fácil, acredita. Lembra-te que o mundo é uma responsabilidade de todos, e o nosso papel pode fazer a diferença.

Alguns exemplos de iniciativas às quais te podes juntar:

w

Refood

Entrajuda

Terra dos Sonhos

Cruz Vermelha Portuguesa

Acampar

Acampar

 

Acampar… Uns adoram, outros nem tanto. Eu faço parte do primeiro grupo, o que pode ser suspeito, mas acredita: acampar pode ser muito fixe. Passar férias num sítio bonito, normalmente, vem com bastantes custos associados: é hotel, é alimentação, é deslocação, é visitar os sítios. Enfim, pode sair um pouco fora do budget mensal.

A opção de acampar reduz um dos maiores custos de uma viagem, e não tira qualidade à mesma. Portugal tem sítios fantásticos, e alguns desses lugares que nos deixam sem palavras já têm parques de campismo bem perto, e com excelentes condições. E quem diz acampar não obriga a que seja numa tenda.

Existem bungalows lindos e confortáveis e que ficam em conta. Passar tempo com os teus amigos ao ar livre, acredita, é espetacular.

Por isso, pega nos teus melhores companheiros e desce um rio de canoa, arranja uma guitarra e passa a noite a conversar, arranja sacos cama e mashmallows, e goza a vida. Acredita: assim se fazem grandes histórias.

Relembra os velhos tempos

Relembra os velhos tempos

 

Esta é uma excelente sugestão principalmente para aquelas amizades que já têm uns aninhos. O passado pode trazer diferentes sentimentos: saudade, tristeza, felicidade, alívio, entre outros. Mas relembrar momentos antigos é sempre nostálgico.

Pensar em como estávamos nessa altura, refletir sobre o que mudou (ou não mudou e talvez devesse ter mudado, ou vice-versa). Esta retrospetiva é ainda mais enriquecedora se for partilhada com pessoas que passaram pelo mesmo que tu.

Por isso, manda uma mensagem àquele teu amigo que já não vês há uns meses, e encontrem-se num sitio onde em tempos passaram excelentes momentos.

Voltem àquele parque onde passavam as tardes no 8º ano, à vossa escola secundária, aquele café onde lancharam depois daquele teste. “Recordar é viver”, e apesar de não ser positivo ficarmos presos ao passado, é sempre engraçado dar lá um saltinho.

Dia em casa

Dia em casa

Pode parecer banal. E talvez seja. Mas se o banal for bom, não há nada de errado. Quando dizemos passar o dia em casa, não queremos com isso dizer que deves ficar de pijama a fazer zapping entre o 24kitchen e o Discovery Channel.

Junta os teus melhores amigos numa das vossas casas e planeia o dia com um programa divertido. Joguem Monopólio, Pictionary, Sigstar, Just Dance, mimica, cartas.

Vejam filmes que vão ao encontro dos vossos gostos. Façam um granda pitéu todos juntos. Enfim, aproveitem as pequenas coisas da vida, porque, às vezes, são as que acabam por ser mais memoráveis.

Conclusão

Conclusão

Quer sejam amigos, namorado, família: passar momentos com as pessoas de quem gostamos é uma das coisas pelas quais vale a pena viver. É importante que te vás lembrando desse pormenor tão forte, e que não deixes a rapidez da vida de hoje em dia alienar-te disso.

Se quiseres saber mais sobre algum destes temas não hesites em dizer-nos qualquer coisa. Quem saiba dê um bom Clippstorie.

Vá,  estás à espera de quê? Liga lá a esse amigalhaço a combinar qualquer coisa!

Até lá, sê feliz e goza uma das melhores coisas da vida: a amizade!

#Stay_Clipped

Gostas quando partilham os teus posts?

Que coincidência, nós também! Partilha! 🙂

Trabalhos de grupo: um desafio para qualquer amizade

Trabalhos de grupo: um desafio para qualquer amizade

Hey! Eu sou a Elsa, e o meu primeiro post para o blog é sobre um assunto com o qual me tenho deparado neste meu trajeto académico. Acredito que tu também já tenhas passado pelo mesmo. Fica por aqui, vai valer a pena!

O que esperar deste artigo:

  • Perceber a dificuldade de fazer trabalhos de grupo com amigos;
  • Compreender 6 ideias para facilitar o desafio;

Junta-te a esta comunidade!

Follows

Depois de uns meses de recuperação da sanidade mental, sem time lines e avaliações, é provável que tenhas esquecido a forma de usar uma caneta. Mas a verdade é que as aulas estão a começar. Hoje falamos de um tipo de trabalho específico:

Os trabalhos de grupo.

Os trabalhos de grupo.

Uma espécie de avaliação que pode, nem sempre, ser a mais fácil, na qual és avaliado por um trabalho que não depende só de ti. Servem para treinar a nossa capacidade de trabalhar em equipa e de liderar, servem para nos preparar para o futuro, ou, no mínimo, servem para o professor não ter tanto trabalho a corrigir.


E trabalhos de grupo com amigos?

E trabalhos de grupo com amigos?

Comecemos pelo início: assim que o professor profere as palavras “trabalho de grupo”, tu e os teus amigos trocam olhares instantaneamente. Isso é a beleza da amizade. São pessoas com quem tens mais confiança, com quem vai ser mais fácil e divertido trabalhar. Mas: será que é mesmo assim? Será assim tão mais fácil trabalhar com amigos?

A verdade é que as amizades são importantíssimas, é um facto. No entanto, nem sempre são lineares. É difícil trabalhar com amigos. Apesar de, supostamente, serem as pessoas com quem mais à vontade tens para conversar, dizer coisas menos positivas é difícil, porque não queremos magoar quem gostamos. E, em trabalhos de grupo, que exigem sempre esforço e trabalho de qualidade, as críticas surgem naturalmente e as opiniões tendem sempre a divergir. Afinal, é mais fácil discordar do que concordar. Opiniões diferentes, métodos de trabalho diferentes, feitios diferentes e, (no entanto), avaliações iguais. Temos os ingredientes todos para se instaurar um conflito.

Portanto: como não danificar uma amizade e ainda get the shit done?

Portanto: como não danificar uma amizade e ainda get the shit done?

É neste tópico que te vamos tentar ajudar. Eis algumas ideias para pores em prática quando as horas de trabalho já vão longas.

+

As diferenças de opinião são normais

Cada pessoa tem a sua opinião, as suas crenças, a sua perspetiva, e não é por serem amigos que isso começa a ser um problema. O importante é dar valor à opinião do teu co-worker e não permitir que desvalorizem a tua.

Este é um conselho muito importante: quando isto não acontecer, intervém. Quando uns dão mais de si do que os outros, os atritos começam a acumular-se. E é aqui que entra o nosso próximo ponto.

Todos os membros devem dedicar o mesmo tempo e esforço

Todos os membros devem dedicar o mesmo tempo e esforço

Este é um conselho muito importante: quando isto não acontecer, intervém. Quando uns dão mais de si do que os outros, os atritos começam a acumular-se. E é aqui que entra o nosso próximo ponto.

Reparte trabalho

Em vez de estarem todos a olhar e refletir sobre o mesmo, dividam o trabalho entre vocês. Vão conferenciando uns com os outros (isso é muito importante), e, no fim, juntam tudo e discutem o que pode ser alterado. Se forem comunicando durante a elaboração do trabalho, as mudanças finais devem ser poucas. Este método pode evitar muitos conflitos que, além de serem desagradáveis, fazem-vos perder tempo. E tempo é uma coisa escassa.

A forma como dizes as coisas é, muitas vezes, mais impactante do que o conteúdo daquilo que dizes. Por isso, se a tua opinião divergir da do teu amigo, ou se lhe quiseres dizer algo menos positivo sobre o seu desempenho, pensa antes de falares.  Por exemplo:

w

Cuidado com a forma como falas

w

Cuidado com a forma como falas

A forma como dizes as coisas é, muitas vezes, mais impactante do que o conteúdo daquilo que dizes. Por isso, se a tua opinião divergir da do teu amigo, ou se lhe quiseres dizer algo menos positivo sobre o seu desempenho, pensa antes de falares.  Por exemplo:

Evita o imperativo.

Foge a frases como “Faz isto!”. Ao invés, usa: “Será que podes fazer isto?”, ou “Importas-te de fazer isto?”, ou ainda: “O que achas de fazeres isto?”.

Evita faler alto.

Mantém um tom de voz normal. Se vires que os ânimos se estão a exaltar, baixa o tom de voz. A pessoa com quem estás a discutir terá tendência a seguir o teu exemplo.

Cuidado com a forma como ouves

Aliás, certifica-te de que ouves, antes de tudo. Assim como gostamos de ter uma voz num grupo, é importante darmos voz aos restantes, e não excluir as suas alternativas sem darmos tempo para a explicação do seu ponto de vista. Portanto, não interrompas os argumentos dos teus amigos / colegas, por mais que te apeteça nesse momento.

Diz, de facto, o que pensas. Não sejas rude, mas não deixes a tua opinião passar ao lado só porque não queres magoar o teu amigo. Sim, ele é teu amigo, mas também é colega de trabalho. E, no fim, o trabalho dele vai ser tido em conta na tua própria avaliação. Por isso, para que tudo funcione, não deixes de dizer aquilo que sentes.

Sê frontal.

Sê frontal.

Diz, de facto, o que pensas. Não sejas rude, mas não deixes a tua opinião passar ao lado só porque não queres magoar o teu amigo. Sim, ele é teu amigo, mas também é colega de trabalho. E, no fim, o trabalho dele vai ser tido em conta na tua própria avaliação. Por isso, para que tudo funcione, não deixes de dizer aquilo que sentes.

Conclusão

Conclusão

Bom, eis as ideias fundamentais para que não paire no ar aquele ambiente tenso, e que “tudo fique em pratos limpos”. A verdade? A amizade é uma coisa espetacular, que deves tentar preservar ao máximo. No entanto, estas situações funcionam como testes, e, sempre que os passares, a tua amizade torna-se mais forte.

Bom inicio de aulas!

 #Stay_Clipped

Gostas quando partilham os teus posts?

Que coincidência, nós também! Partilha! 🙂

Pin It on Pinterest